A fé que já não mais se vê

26/12/2013 03:42

 

 

“Por essa razão, desde que ouvi falar da fé que vocês têm

no Senhor Jesus e do amor que demonstram

para com todos os santos, não deixo de dar graças por vocês,

mencionando-os em minhas orações.”

(Efésios 1.15-16)

 

 

Paulo expressa neste texto sua gratidão a Deus pelos cristãos de Éfeso. Há duas razões principais para sua gratidão: a fé que eles têm e o amor que demonstram. 

 

A fé cristã envolve muitas coisas. Todas relacionadas a Deus, Sua presença e amor. A fé cristã muda o modo como vivemos, pois nos afirma verdades sobre Deus, sobre nós mesmos e sobre a vida, que tornam impossível continuar vivendo do mesmo jeito que andávamos outrora.

 

Somos levados a um novo estilo de vida, que se harmonize com a nova visão e a revele. Foi isso que aconteceu com os cristãos de Éfeso.

 

Como aspecto central do estilo de vida que a fé cristã determina aparece o amor e a fé. Paulo refere-se aos cristãos como “santos”. “Santo”, dentre outras coisas, significa “distinto”, “separado”. A vida cristã “distingue”, “separa” pessoas. Não no sentido ruim do termo, como se as colocasse em lados opostos, como inimigos, separando os certos dos errados, os bons dos maus. Ela é um modo de vida característico, próprio, e que denota um testemunho revelador da presença de Cristo em nossas próprias vidas.  É neste sentido que a santidade de Deus e para Deus nos “separa” e “distingue”.

 

Vivendo de forma genuinamente cristã e santificada, os irmãos em Éfeso despertavam a gratidão no coração de Paulo. A fé e amor deles eram inspiradores para o apóstolo.

 

 

Vinte e um séculos depois, a fé e o amor de que tanto se fala nos templos semanalmente parece ter mudado bastante! Caracterizam-se por trejeitos e manias, dialetos e crendices, orgulho e discriminação, quando deveria produzir mais vida, retidão, beleza e acolhimento. Em lugar de gratidão, produz vergonha!

 

A verdade é que tem faltado Cristo e sobrado egos nessa fé atual. Têm faltado servos e sobrado autoridades. Devemos reaprender o cristianismo bíblico e rever nossa religiosidade, que é abundante de regras e ritos, mas pobre da fé e do amor que marcaram a vida dos efésios.

 

Avalie-se sempre. Veja se sua religiosidade tem de fato algo a ver com a vida cristã. Sua marca são virtudes, não regras!

 

 

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!