Antes de tudo, olhe para si mesmo

25/05/2013 16:08

 

“De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados.

Esquadrinhemos os nossos caminhos, e provemo-los, e voltemos para o SENHOR.”

(Lamentações 3:39-40)

 

É inegável e impressionante o quanto nós seres humanos somos especialistas em nos queixar. Nos queixamos se esta calor ou se esta frio, se esta chovendo ou se falta chuva. Nos queixamos também da comida que não ficou do nosso gosto, ou de qualquer coisa que fizemos e não nos trouxe o resultado que esperávamos. Os homens se queixam das finanças e do time que vai mal. As mulheres se queixam até do cabelo, que geralmente nunca está do seu agrado.

 

Quando se trata das aflições que nos sobrevêm nesta vida, então nossas queixas são contra Deus, mas Jeremias foi usado pelo Espírito Santo para nos ensinar que a única queixa do homem deve ser contra os seus próprios pecados, pois são eles, a principal causa de toda aflição e sofrimento.

 

Deus, logicamente, tem o poder de nos livrar de toda e qualquer angustia, no entanto, muitas vezes Ele nos permite passar por elas com o objetivo de nos corrigir, de nos alertar para o perigo do pecado que pode nos trazer uma destruição completa.

 

Deus não nos permite os sofrimentos para nos torturar, mas Ele nos corrige por amor, com o intuito de se relacionar conosco como verdadeiros filhos Seus: “Porque o Senhor corrige o que ama, E açoita a qualquer que recebe por filho. Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? (Hebreus 12:6-7).

 

O homem que é corrigido pelo Senhor, deve se considerar uma pessoa agraciada, pois ele está tendo a oportunidade de aprender a praticar a vontade de Deus, o que o livrará do dia mau e da destruição que aguarda os desobedientes: “Bem-aventurado é o homem a quem tu castigas, ó SENHOR, e a quem ensinas a tua lei; Para lhe dares descanso dos dias maus, até que se abra a cova para o ímpio.” (Salmos 94:12-13).

 

Mas o Santo Espírito também usa Jeremias para nos ensinar o que fazer quando somos corrigidos por Deus por causa dos nossos pecados. Melhor do que nos queixarmos pela nossa situação é examinarmos os nossos caminhos para descobrirmos onde estamos nos desviando da vontade do Senhor: “Esquadrinhemos os nossos caminhos, e provemo-los, e voltemos para o Senhor”.

 

Se fizermos questão de não trazer à luz as nossas falhas, jamais venceremos as provas. Mas se encontrarmos onde estamos errando e assim reconhecermos diante de Deus com o propósito de nos corrigir, alcançaremos a Sua infinita misericórdia: “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.” (Provérbios 28:13).

 

O próprio Deus promete perdoar aquele que se converte dos seus maus caminhos. E uma vez perdoados, Ele também retira de nós os castigos provenientes da nossa rebeldia: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” (II Crônicas 7:14).

 

Aprendamos, pois, a não perder tempo com queixas e saibamos antes de tudo observar nossas próprias falhas, para que possamos achar lugar de misericórdia e transformação aos pés do Salvador Jesus. Amém!

 

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!