Em que nível você está na escala da arrogância?

09/07/2014 16:53

 

“Melhor é um jovem pobre e sábio, do que um rei idoso e tolo,

que não mais aceita repreensão.”

(Eclesiastes 4.13)

 

 

A passagem do tempo pode ter efeitos diferentes sobre cada um de nós. Para alguns ela causa endurecimento, como o calor faz com o barro. A pessoa vai ficando cada vez mais rígida, inflexível, intransigente, podendo chegar ao ponto de ser intratável. Se isso nos acontece, chega um momento em que as pessoas param de lidar conosco. Elas não querem mais discutir, dar opinião e talvez até se afastem. Já para outros, a passagem do tempo faz o contrário. Ela amolece, como o calor faz com a cera. A pessoa fica mais acessível, flexível, percebe melhor o outro e avalia melhor a si mesma. Se isso nos acontece, a vida fica mais rica e os relacionamentos mais profundos. No texto desta semana falaremos sobre isso: o conflito entre a dureza e a flexibilidade ou do orgulho e a humildade!

 

Pessoas flexíveis ou humildes aprendem mais e fazem melhor uso do que aprendem. Elas são sensíveis às repreensões, cientes de que a vida é cheia de situações assim. As repreensões nos vêm de pessoas, de fatos e também de Deus.

 

Sim, Deus nos repreende. Esta é uma das formas como manifesta o Seu amor (Provérbios 3.12). Pessoa alguma é capaz de ver com clareza a repreensão de Deus em nossa vida. Ela é muito particular. Ele não me repreende da forma como você gostaria e nem a você, da forma como eu julgaria adequada. É decisão dEle o como, o quando e o tanto de repreensão que nos mostrará. É uma grande bênção quando nos humilhamos e aprendemos. Quando nos deixamos atingir, quando aceitamos a repreensão. A verdade é que não é o tempo que nos torna rígidos, inflexíveis. O tempo apenas confirma o que já está enraizado em nós. Se vamos resistindo, rejeitando e endurecendo, com o tempo, nos tornamos impenetráveis.

 

A Palavra de Deus é um guia perfeito para aqueles que não tiram da vida o devido aprendizado. Olhando para a revelação Divina, o homem aprende que não existe valor algum na obstinada decisão da autodefesa. Nada é mais detestável do que um ser humano arrogante, incapaz de admitir erros, que se julga superior, que não aceita conselhos e correções ou que se arvora possuir mais conhecimento de tudo em relação ao seu semelhante. A humildade é a mais sagrada das virtudes, pois é o alicerce das demais. Deus só pode trabalhar e efetivamente moldar o caráter de um coração que seja humilde.

 

Que a cada dia sejamos mais flexíveis, mais moldáveis. Deixemo-nos atingir mais pelas repreensões da vida, das pessoas e, em especial, de Deus. Não sejamos duros, obstinados. Há muitas coisas para aprendermos, há muitas mudanças para assimilarmos. Tenhamos a pele dura, que suporta as lutas e pedras que nos chegam. Mas tenhamos também (e acima de tudo) o coração mole, que se humilha, aprende, aceita, perdoa. Olhemos para cada dia que se avizinha com esperanças e entusiasmo. Busquemos mais a Deus e aprendamos mais sobre a vida. E assim daremos uma importante contribuição para que esse mundo dominado pelo egoísmo se torne muito melhor.

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!