Lutar ou desistir? Como proceder?

17/09/2013 18:34

 

Mensagem enviada por ANÔNIMA, Fortaleza (CE)

 

Oi amigo, vou tentar resumir minha história, tenho 44 anos fui casada a 10 anos e estou separada faz 17 anos, tive 4 filhas que hoje são casadas, só que com o passar do tempo passei a me sentir sozinha, pois minhas filhas já estavam vivendo suas vidas, e acabei conhecendo uma pessoa, que acabei me apaixonando por ele, faz pouco mas de 2 anos que nos conhecemos e 1 ano e 3 meses q moramos juntos, só q não sou feliz com ele, pois me maltrata muito, me trai e não me respeita, várias vezes deixei ele mas acabo voltando, com isso me afastei da igreja e estou muito desanimada, varias vezes chamei ele pra vir a igreja comigo mas foi em vão, ele não quer conversa com as coisas de Deus, hoje sai de casa pois não aguentava mas tanto sofrimento que ele me causa, sem falar que minhas filhas e minha família não fala com ele por ver meu sofrimento, e acabo me excluindo de todos por causa dele. Por favor me ajude, me diga o q fazer, pois estou sofrendo muito com tudo isso, me diga se devo lutar por ele ou pedir a Deus que tire ele do meu coração, me ajude por favor, estou sem chão, um abraço...

 

RESPOSTA

 

Minha querida amiga, com toda a franqueza que você me merece, você já deveria há tempos estar bem distante dessa pessoa.

 

Traição, violência, desrespeito e desinteresse por Deus são credenciais até exageradas e claras demais para que saibamos nos apartar de alguém. Um único item desses já seria suficiente. A junção de todos eles constitui urgente o seu afastamento.

 

Nós seres humanos fomos criados por Deus para vivermos complementados por uma outra pessoa. A Bíblia narra que ao ver Adão solitário Deus disse que não era bom ao homem permanecer só. Logo, é natural que após tanto tempo sem alguém, e com as filhas já casadas e fora de casa, você sentisse a necessidade de viver um relacionamento. No entanto, isso requer cuidado, sabedoria e inteligência.

 

O cuidado se justifica em identificar as credenciais morais e de caráter de uma pessoas antes de qualquer decisão para com ela. Isso nem sempre é fácil e requer uma observação acurada. Mas para o acerto e a felicidade no amor, a última coisa que se deve ter é pressa.

 

A sabedoria implica em constatar o grave erro que consiste envolver-se com uma pessoa que não seja temente a Deus. Como cristã você sabe que até a Bíblia reprova esse julgo desigual. Preferir um homem honrado e comprometido com Deus é o mínimo que você precisa considerar para que uma relação prospere a nível de futuro.

 

E a inteligência diz respeito às ações do dia a dia. A felicidade num relacionamento requer atitudes adequadas e posturas corretas, para que a união se mantenha sólida e progrida em todos os aspectos. Quem não tem inteligência no amor e pensa ser suficiente agir pela mera emoção, tende a sempre terminar sofrendo e amargando o fracasso de suas tentativas.

 

 

E um último conselho, agora de pastor, é que você não leve ninguém para morar com você sem que estejam devidamente casados. Isso não significa que você deva casar-se às pressas apenas para cumprir uma regra religiosa, mas que você mostra honra e respeito por si própria ao entregar-se plenamente para alguém somente depois de firmar uma aliança diante da lei e diante de Deus.

Que o Senhor te abençoe!

 

 

 

Você também está vivendo um drama sentimental? Também procura uma palavra amiga?

Mande sua história e dúvidas para: poetadoamor@reinaldoribeiro.net

Não esqueça de citar a cidade de onde fala. Identifique-se apenas se quiser.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!