Minha oração diária pela Igreja de Cristo

07/01/2015 03:37

 

 

“Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica;

tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem

na oração por todos os santos. “

(Efésios 6:18)

 

A Igreja de Jesus está sempre na pauta das minhas orações. Embora eu tenha plena consciência de que a grave crise moral, espiritual e teológica, que tem assolado e desconstruído seus melhores legados, seja um marco sinalizador indiscutível de que vivemos os sintomas proféticos dos dias finais, tão fortemente alertados na Bíblia por Jesus, Paulo e Pedro, ainda assim me proponho a orar e lutar com as armas de Cristo para o combate às investidas do inferno contra a simplicidade da sã doutrina.

 

No contexto deste conflito, tenho identificado aquilo que em linhas gerais considero os principais pecados por grande parte da igreja em dias atuais. E para que Deus interfira com grande poder e glória nessa conjuntura antibíblica, eu oro assim e peço a você que concorde comigo em oração...

 

 

Que Deus aniquile a constante intromissão das Igrejas cristãs em temas que não são de sua competência. Querem um Estado confessional a todo custo, enquanto dizem que defendem um Estado laico, mas estão ocupando as mídias com suas opiniões preconceituosas, que nada possuem de bíblico.

 

Neste sentido a maioria das Igrejas cristãs está longe do ideal do Evangelho e daquilo que foi o próprio Jesus, penso que se Jesus existisse em nossa época seria hostilizado pelas Igrejas que dizem lhe servir.

 

Que Deus aniquile a leitura conveniente do texto bíblico tomado para justificar a vontade de determinados líderes, os quais elegem ao seu bel prazer quais textos são aplicáveis e quais não são, um critério completamente subjetivo, além da retomada do Antigo Testamento como texto aplicável em nossa época; o extremo controle que fazem sobre a vida de seus fiéis, como se as pessoas fossem incapazes de gerir suas vidas de modo independente sem necessidade de fiscalização autoritária.

 

Que Deus aniquile a autoafirmação de suas doutrinas como a mais verdadeira, a mais completa e inspirada. Não fazem a separação entre o conteúdo do texto bíblico e as imposições que seus próprios segmentos oferecem. Não concebem a Igreja de Jesus como um corpo místico, que está espalhado pela terra, mas, antes, promovem as disputas entre as denominações.

 

Que Deus aniquile a postura daqueles que se dizem cristãos, mas que tomam como inimigo qualquer pessoa que faça críticas à suposta inspiração divina que dizem possuir, e consideram dignas de ataques e maldições pessoas que ousam discordar de suas fórmulas mágicas e ignorar suas imposições doutrinárias. Apelam para o terrorismo das maldições contra quem tocar nos "ungidos de Deus", porém esquecem de alistar quais seriam as credenciais bíblicas de um verdadeiro ungido de Deus.

 

Que Deus aniquile todos os púlpitos que pregam muito mais o Sucesso que o Evangelho, que transformam Deus num mascate de barganhas e reduzem o altar da adoração ao esdrúxulo nível de um balcão para negócios. São estes os que instigam ambições de conquista e exacerbado desejo de status em seus seguidores: senão status no mundo secular, a busca de status dentro da hierarquia da Igreja, como se isso fosse o sinal da benção de Deus. Rejeitam a pregação da cruz e se tornam em símbolo de mero sucesso e triunfo. Que Deus destroce esse falso evangelho que chama dinheiro de benção e associa pobreza a pecado ou falta de fé.

 

Que Deus aniquile o marketing como instrumento de “evangelização”, o modelo de mercados de rede como suposta "visão de crescimento", gastando-se dinheiro de inesgotáveis doações para a manutenção de todos os modos de propaganda e promoção de atrativos, como objetos ungidos e campanhas com distribuição de “amuletos sagrados” como óleo, sal, água abençoada, lenços e unções de todo tipo, inclusive, em peças íntimas. São hereges que promovem "aditivos" ao evangelho, como se a própria mensagem do Cristo não fosse suficiente, para, por si só, atrair as multidões e salvá-las de seus males.

 

Que Deus aniquile o falso culto, reduzido a um momento de espetáculo, autoafirmação do poder de pastores e/ou apóstolos, para o aplauso de cantores mercenários e para a prática de supostos dons espirituais, que em verdade não passam de um momento de intensa manipulação mental, de provocação ao êxtase e frenesi, deixando a igreja muito mais assemelhada ao um terreiro de umbanda, do que daquilo que se afirma ser a Casa de Deus. Além disso, o louvor e as letras das músicas chamadas de gospel mais falam dos homens, de suas vontades e de seu eu, que remetem a Deus. Oramos pelo fim dessa profanação descarada.

 

Que Deus aniquile a incoerência e a contradição no testemunho perante o mundo. São igrejas que se corromperam em sua relação com o mundo, ora o condenam como donas da verdade e do juízo sobre a terra, noutras celebram acordos políticos, fazem de seus púlpitos e altares verdadeiros locais de propaganda política, além de desejarem ardentemente a conversão de celebridades para fins de autopromoção. Consideram com maior prestígio membros que possuem posições de autoridade social que aqueles tidos por comuns.

 

Que Deus nos ajude a abrir os olhos e que muitos mais filhos e filhas de Deus se juntem a nós nesse clamor pela Igreja de Cristo!

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!