NÃO LUTE CONTRA NÓS

27/02/2012 00:26

 

Desista irredutível e convicta desse insano campo de batalha
Que já se espalha em tua natureza, mares doces de minha essência
Somos a irreticência silenciosa que nos recobre em quente malha
Amantes na fornalha da mais apaixonante incandescência!
 
Abandone em definitivo os campos minados do temor reinante
E julgue eterno o único instante em que essa guerra se chamar amor
Arme-se de ardor e atinja em cheio o peito desse teu amante
Numa guerrilha delirante, em que o desatino alucinado é o vencedor!
 
Mande os aliados da covardia hastearem com orgulho sua bandeira branca
E destranca de ti o sentimento mais animal que tua linda alma tiver
Mostra-me a fera-mulher que trajes e pudores de si arranca
E que nunca mais estanca o desejo infinito que nos aprouver!
 
Que saiba o mundo teu decreto corajoso, repleto de clarividência
O heroísmo da desistência, pautado na entrega mais absoluta
Que seja a única disputa, o que vier nos leitos da efervescência
E que o amor sem intervalos e intermitência, se torne a nossa luta!
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!