NAS ÁGUAS DA PAIXÃO

22/02/2012 11:01

 

Um dia a voz emocionada do cantador se viu pasmar
E em vez de tão somente cantar, silenciou com brados encantados
Em vez de acordes dedilhados, uma lira parecia tilintar
Deixou seu montanhoso lar e conheceu a musa dos amplos predicados!
 
Um dia a luz das passarelas se viu a encenar novas fascinações
E em vez da arte de suas atuações, outro roteiro ali se deu
Viveu momentos que suplantam suas tantas encenações
E na platéia das surpreendentes emoções, um show sutil aconteceu!
 
E sob a benção do luar, o negro lago viu brotar uma canção
Dessas que só cantam um coração, assim que se avista além de si
Um beijo para traduzir novos roteiros semeados pela paixão
E a perpetuação de imagens para o tempo não ter pressa de partir!
 
Nenhum teor de formalidade ou mesmo elos publicamente expressos
Mas otimismos impressos em dois olhares que se complementaram
As águas da paixão decerto abençoaram seus anelos inconfessos
E deixaram submersos dois astros que em novo céu se afogaram!
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!