O NOSSO FILME

28/03/2012 14:07

 

 
 
Há de se exaltar o mais notável dentre todos os roteiros já protagonizados
Onde foram encenados beijos e amores memoráveis
Onde momentos insuperáveis permanecem imortalizados
E em nossos corações guardados, sobrevivem invulneráveis!
 
As cenas de inocência temerosa e debutante
Em que um mirante de ilusões nos despontou
Onde o amor nos lapidou para torná-lo nosso diamante
E da paixão alucinante nos fez insuperáveis atriz e ator!
 
Cenas do sorriso ingênuo que ao pranto sempre sucedia
Da alegria voluntária de uma paixão quase sacrificial
Do bem e o mal que sempre estavam sob o que o desejo nos pedia
Na deliciosa sintonia que invadia nosso mundo jovial!
 
Ainda vive projetado pelo impulso da antiga e insistente canção
Resiste nas telas da emoção que nos transtorna e arrepia
O nosso filme não sabia que eternamente se exibiria desde a alma ao coração
Outros já passaram desde então, porém nenhum com igual paixão e magia!
 
 
 

Que emoções esse poema lhe proporciona?

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário

Digite aqui o seu email:

O Poeta do Amor FeedBurner


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!