Pastor iraniano Yosef Nadarkhani está vivo

11/03/2012 00:39

Deu na mídia:

A Frente Parlamentar Evangélica, Gleisi Hoffman, ministra da Casa Civil, e Antônio Patriota, ministro das relações exteriores, procuraram e trouxeram informações aos evangélicos brasileiros sobre o caso do Pr. Yosef Nadarkani. Isso ocorreu no início deste mês.

 

 

Segundo Carlos Bezerra, evangélico, deputado estadual por São Paulo na chapa PSDB, o governo federal tem feito pressão diplomática sobre o Irã e surte efeito. Em seu Twitter, ele publicou:  “Ótima notícia! Autoridades diplomáticas iranianas responderam ao governo brasileiro afirmando que o Pr. #Nadarkhani não será condenado à morte. A pressão diplomática brasileira tem surtido efeito no caso do Pr Nadarkhani, que envolve grave violação do Direitos Humanos. #intolerânciaNão”.

 

Marcelo Aguiar, deputado federal, e cantor gospel de Me dá Poder de Filho, respondendo entrevista à TV Record, revelou que os diplomatas iraniano garantem às autoridades brasileiras que Nadarkhani vive.  “Ficamos esperançosos e confiantes na gestão do governo brasileiro em favor desse cristão que nada mais fez do que professar sua fé em Jesus Cristo”, disse Aguiar. "

 

A Frente Parlamentar reunida com o ministro Antonio Patriota estava composta dos seguintes nomes: Anderson Ferreira, João Campos, Marcelo Aguiar, Marco Feliciano, entre outros.

 

Entendendo o caso:

Essa notícia diz respeito a um caso que chegou recentemente ao conhecimento da opinião pública e que causou protestos e estarrecimento internacionais. O iraniano Yosef Nadarkhani, após converter-se ao cristianismo evangélico, tornou-se pastor, abandonando assim a crença islâmica imposta pelo regime totalitarista e fundamentalista de Teerã. Devido a isso, o mesmo foi condenado à morte.

Fonte: União de Blogueiros Evangélicos

 

 

Acesse o link abaixo e conheça toda a trajetória dos fatos:

http://www.ubeblogs.net/search/label/Yosef%20Nadarkhani

 

Nosso de vista e reflexão:

 

Duas coisas precisam ser ditas claramente acerca dessa impressionante história de fé e coragem. Em primeiro lugar que chega a ser uma viagem prática aos aúreos tempos da igreja primitiva, vítima da intolerância judaica e das perseguições romanas. Uma igreja cujo sangue derramado nas arenas e nas cruzes parecia germinar novos entusiasmos, promovendo um desenvolvimento jamais repetido ao longo da história. O Pastor Yosef, com seu impressionante e corajoso exemplo faz com que acreditemos na Igreja de Jesus, ainda que em detrimento dos péssimos exemplos oriundos do chamado "ocidente cristão".

A segunda reflexão parte justamente desse contexto. Vivemos num país onde há ampla liberdade de opinião e religiosa. Em termos práticos, isso deveria redundar numa igreja forte, espiritual, comprometida com a sua fé, distante das injustiças, da assimilação do mundo e da perda de sua própria identidade. Lamentavelmente não é o que assistimos. O que vemos em dias atuais são grandes corporações de network marketing gospel, um mosaico de sincretismos, um evangelho às avessas que traz o mundo para dentro da igreja e que comercializa o sagrado. Triste realidade que salta-nos aos olhos quando nos deparamos com tão sublime e sincero exemplo de submissão a Cristo e que nos leva a uma necessária tomada de posição a partir de um necessário auto exame acerca de nós mesmos.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!