Por que ter fé?

31/08/2013 01:10

 

 

Uns confiam em carros, outros, em cavalos; nós, porém,

nos gloriaremos em o nome do SENHOR, nosso Deus.

(Salmos 20:7)

 

 

Maldito o homem que deposita sua confiança em si próprio ou no outro, que faz da carne mortal o seu braço (Jeremias 17.5). A exortação é tão severa da parte de Deus, justamente porque essa autosuficiência leva o homem a apartar-se do seu Criador.

 

Há uma diferença abismal, mas ao mesmo tempo sutil, entre a autoconfiança, fruto de uma boa autoestima e a confiança em Deus.

 

A primeira surge de você para você mesmo, é a crença na sua potencialidade, na sua capacidade, na sua habilidade; o que leva e produz conquistas transitórias, terrenas, materiais e humanas.

 

Já a outra nasce do coração de Deus e é gerada em nosso espírito por Ele próprio. Neste caso, a fé não produz em si mesma o mérito humano: a soberba. Pelo contrário, é o reconhecimento confiante e absoluto da glória e do poder soberano divinos.

 

 

Note que a crença em nós é importante, pois toda boa capacidade humana veio de Deus, contudo,  essa boa crença se torna perversa quando gera uma confiança egoísta e vaidosa apenas em nossos supostos méritos, em detrimento do Senhor e Seu governo em nossas vidas.

 

Os que confiam em carros e cavalos, depositam sua esperança nos meios naturais, terrenos e, portanto, seus resultados serão sempre limitados às leis naturais. Estão presos à crença que  gera o orgulho dos que declaram: eu cri, logo fiz!

 

A razão da fé é simples: é levar ao homem a humildade genuína na compreensão correta de quem é Deus e quem somos nós. Como diz o salmista: se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem” (Salmos 127.1-2).

 

 

Não é por acaso que é impossível agradar a Deus sem fé (Hebreus 11.6), pois ter fé é dar a devida credibilidade e honra Àquele que pode todas as coisas.

 

Assim, os que semeiam espiritualmente em fé não vivem apenas numa dimensão de leis e conquistas naturais, mas também sobre as leis espirituais, ou seja, na dimensão sobrenatural. E, é por isso, que o profeta Habacuque declara: o justo viverá pela fé (Hebreus 2.4).

 

 

A fé não é gerada pelo esmero humano, mas sim, pela diligência espiritual. O apostolo Paulo declara que a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Romanos 10.17), ou seja, não é dar ouvidos aos nossos sentimentos, nem tão pouco olhar para nossa força, mas sim tirar os olhos de si e elevá-los a Deus.

 

Igualmente a fé não pode ser confundida com devoção religiosa, pois onde nossos "atos de justiça" se evidenciam, o verdadeiro louvor fica restrito à honra do gesto humano e passa longe do Deus verdadeiro.

 

Logo, a fé só pode ser desenvolvida à medida que você conhece a Deus. Não é por menos que Deus faz infinitamente mais do que pensamos ou imaginamos quando “simplesmente” discernirmos o que significa ter fé: a entrega e a confiança total ao Rei da Glória!

 

 

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!