Quando os amigos sugerem o fim do casamento

05/04/2013 00:09

 

 

Mensagem enviada por Daniela Salvador – São Paulo (SP)

 

Olá meu querido poeta do amor Reinaldo Ribeiro. Eu já escrevi muitas mensagens pra você e espero que dessa vez tenha a sorte de ser lida e respondida.

Eu sempre tive muitos problemas em meus relacionamentos e achei que casando isso se resolveria. Não sei se o problema está em mim ou em quem me relaciono, mas o fato é que não consigo ser feliz e tudo sempre termina em separação.

 

Eu vivi 5 anos felizes ao lado de meu marido, mas agora sinto que o amor acabou. Perdi a química, não sei dizer. Minhas amigas basicamente me dão dois conselhos. Umas que são lésbicas me incentivam a desistir dos homens, pois eles não merecem a dedicação de uma mulher. E outras entendem que eu devo me divorciar e procurar ser feliz em outro amor. Estou confusa, qual seria a melhor alternativa? Peço que me ajude querido poeta de Deus.

 

Minha querida amiga Daniela, quando você afirma que nutre dúvidas interiores se seria você ou não a culpada pelos seus desacertos amorosos, penso que isso já seria justificativa suficiente para que você refletisse demoradamente na consideração de que essa é uma possibilidade plausível

 

5 anos de um casamento feliz – conforme sua própria afirmação – também indica para uma importante sintomática: a de que seu lar possui todas as possibilidades de reconstrução e continuidade rumo a uma solidez inabalável. Mas como isso se processaria?

 

Em primeiro lugar, numa tomada de decisão sua de apartar-se de supostas amizades que lhe influenciem da forma como você aqui relata.

 

Embora eu respeite a opção sexual de qualquer pessoa, tenho a firme convicção de que o homossexualismo não lhe faria feliz. A minha base está na observação natural da vida, que não produz seres homoafetivos e na Palavra de Deus, que reprova com veemência esse tipo de prática.

 

Semelhantemente, nada pode ser mais pernicioso do que um conselho que indique a destruição de um casamento como a melhor saída para as suas crises. Receio que haja pouca possibilidade de que uma verdadeira amizade proceda dessa maneira.

 

A família é uma instituição sagrada e o casamento é um plano de Deus para a felicidade humana e seu equilíbrio genérico.

 

Logo, se você não é vítima de traição ou violência (o que presumo que não seja, pois você certamente apresentaria isso como justificativa), cabe como meta suprema o resgate e o reerguimento de seu lar e seu casamento. Mas tudo isso será impossível, caso dê ouvidos a “conselhos” desse teor.

 

Em segundo lugar entenda que não existe essa premissa de que “o amor acabou”. Das duas uma: ou ele jamais existiu ou apenas se acha abalado por circunstância adversa de momento.

 

Não quero crer que você tenha casado sem amor e por isso invisto toda minha fé na alternativa de que seja essa apenas uma fase negativa e que, portanto, você deve lutar pela salvação de seu casamento.

 

Eu tenho aqui mesmo nessa seção, algumas orientações que podem ser úteis à sua situação, mas em resumo lhe diria que como um ministro da Palavra de Deus, eu jamais endossaria as alternativas que lhe foram sugeridas, assim como jamais apontaria o fim e uma família como a melhor solução para os problemas do lar.

 

Quero lhe deixar com essa reflexão, apelar á sua consciência e também presentear seu coração com algumas referências bíblicas, para as quais peço que você dedique máxima atenção ao lê-las a seguir.

 

“Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe". (Mateus 19:6)

 

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1 Coríntios 13:4-7)

 

"Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne." (Efésios 5:31)

 

“O casamento deve ser honrado por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais e os adúlteros.” (Hebreus 13:4)

 

 

 

Você também está vivendo um drama sentimental? Também procura uma palavra amiga?

Mande sua história e dúvidas para: reinaldojgr@gmail.com

Não esqueça de citar a cidade de onde fala. Identifique-se apenas se quiser.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!