Um recado de Deus para os ricos e os que buscam as riquezas desse mundo

13/08/2014 02:15

 

 

“Porque, se no vosso ajuntamento entrar algum homem

com anel de ouro no dedo, com trajes preciosos,

e entrar também algum pobre com sórdido traje,

E atentardes para o que traz o traje precioso, e lhe disserdes:

Assenta-te tu aqui num lugar de honra, e disserdes ao pobre:

Tu, fica aí em pé, ou assenta-te abaixo do meu estrado,

Porventura não fizestes distinção entre vós mesmos,

e não vos fizestes juízes de maus pensamentos?

 

Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus

aos pobres deste mundo para serem ricos na fé,

e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?

Mas vós desonrastes o pobre. Porventura não vos oprimem os ricos,

e não vos arrastam aos tribunais?

Porventura não blasfemam eles o bom nome que sobre vós foi invocado?

Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real:

Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis.

Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado,

e sois redargüidos pela lei como transgressores.”

 

(Tiago 2:2-9 )

 

 

Essa é uma doutrina bíblica e apostólica que a maioria dos cristãos desconsidera, principalmente quando se envolvem com a Teologia da Prosperidade, onde o pobre é tratado como um fracassado espiritual. Aqui, o apóstolo Tiago revela exatamente o contrário. Deus não está preocupado com distribuição de riquezas na igreja e sim com nossa transformação espiritual. Contudo, Ele usa o pobre para provar os ricos.

 

Enquanto Deus espera que os ricos tratem os pobres como iguais, e mostrem aprendizado do Evangelho, o que os cristãos bem sucedidos financeiramente de nossos dias fazem é orgulhar-se de seu sucesso e lançar em rosto do pobre a sua falta de bênçãos. E pensam consigo mesmos: Está faltando bênção em sua vida, óh pobre!!! 

 

O diabo tem aplaudido esse comportamento orgulhoso e mesquinho que a falsa teologia da prosperidade semeia e incentiva. A igreja do século 21 tem se afastado dos princípios do Evangelho a passos largos, e estabeleceu novas metas para a Igreja e para Deus. Criaram um mundo irreal e fantasioso, cogitando que as promessas de Cristo são terrenas.

 

Como aconteceu em Laodicéia (Apocalipse 3), os seguidores da teologia da prosperidade estão dizendo aos seus semelhantes:  “Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; E Deus lhes responderá: ...e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu.”  (Apocalipse 3:17).

 

Tenho, porém, um conselho para os tais: Não busque a Deus por recompensas materiais, busque-o arrependendo-se dos seus pecados, para alcançar o único tesouro de Deus para os homens: Salvação e Vida Eterna. 

 

Quanto aos teólogos da prosperidade, afirmo que precisam ainda aprender a lição básica de Jesus Cristo: “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.” (Mateus 6:19-20).

 

Não é pecado ser rico. Mas amar a riqueza, sim: “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” (I Timóteo 6:10).

 

Não busque a prosperidade acima do mandamento de amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Não busque sequer a prosperidade, pois esse não é o propósito de Deus para as prioridades de Sua Igreja. Não despreze ao próximo por quem Cristo derramou seu sangue na Cruz. Não o despreze na igreja, não faça acepção de pessoas pela posição social. Não julgue o próximo por suas vestes. Não faça da igreja um palco de desfiles de moda. Na sociedade divina, todos são iguais. Mude seu caráter, seus pensamentos, e molde-os à semelhança de Jesus Cristo. Não permita que a tua boca faça pecar a tua carne.  Mostre que você nasceu de novo. Ou será que ainda estou falando com a velha criatura, que precisa morrer pela espada da Palavra do Deus Vivo?

 

É chegado um momento crucial de nossas histórias. A apostasia bate à porta de nossas igrejas aceleradamente. Aprendamos a ensinar a Palavra de Deus em Espírito e não segundo os homens ou os rudimentos do mundo e, aí sim, teremos um tesouro nos céus.

 

Quem tem ouvidos para ouvir, ouça a Palavra de Deus falando aos nossos corações!.

 

“Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados.” (I Coríntios 1:26)

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!