Vencendo a Hipocrisia

04/12/2013 01:55

 

 

“Nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. 

Porque haverá homens amantes de si mesmos,… 

mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, 

mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.”

(II Timóteo 3:1-5)

 

 

Há poucos dias recebi uma mensagem aqui no Site de um leitor que se identificava como “Quase Crente”, na qual ele me disse que se tornaria cristão se não houvesse tantos hipócritas entre os que dizem ser de Cristo. Então lhe respondi: “Que argumento ilógico! As pessoas só copiam o que é valioso. Ninguém vai falsificar uma nota cujo valor não exista! Os falsificadores só produzem cópias a partir do dinheiro verdadeiro. Se as pessoas agem como cristãs, certamente isso prova que o cristianismo é algo bom.” No dia seguinte, mandou-me sua réplica, onde disse: “Talvez, mas não quero pertencer a um grupo cujo comportamento não corresponda ao que se espera dele”.

 

Na luta por ganhar essa alma para Cristo, insisti: “Você renunciaria à sua nacionalidade brasileira somente porque há brasileiros criminosos? Se o Senhor Jesus Cristo, nosso Cabeça, teve tão poucos seguidores fiéis, será que essa não é uma boa razão para servi-Lo com um zelo redobrado? Se Ele permite que erros gritantes aconteçam, isso é sinal de Sua paciência. Seríamos menos problemáticos se prestássemos total atenção ao que Ele pregou nos evangelhos”.

 

Até o momento em que postei essa mensagem não havia chegado mais nenhuma mensagem desse leitor, todavia creio que o Espírito esteja falando ao seu coração.

 

Uma das grandes dificuldades enfrentadas pelos sinceros filhos de Deus é ter de suportar as consequências dos estragos que são feitos pelos insinceros. Num contexto em que pouco se diferencia quem é de Deus de quem é do mundo (e isso com a absurda anuência dos líderes modernos), muitas pessoas se recusam a servir a Cristo, por pautarem todo o povo cristão, tirando por base aqueles que apenas frequentam igrejas, mas que nunca nasceram de novo.

 

Trata-se inegavelmente de um grave problema, porém não instransponível.

 

Não temos de julgar o cristianismo pelas pessoas, mas pelo próprio Jesus Cristo. Não há erro, nem escândalo, nem engano nEle. E o Senhor chama todos para que sejam como Ele. Infelizmente, entre os verdadeiros cristãos estão “homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé”. Mas o destino destes está traçado: “Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario… irão de mal a pior, enganando e sendo enganados” (II Timóteo 3:8-13).

 

No entanto, o Senhor chama os Seus para algo inteiramente diferente: “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste… para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” (vv. 14-17).

 

Não lamente e nem perca sua energia pessoal pelejando contra o joio. Seja trigo, seja sincero, seja sal, seja luz. O evangelho de Cristo agradece aos que assim procederem!

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!