Você tem sido útil para Deus?

21/07/2013 08:11

 

 

“Então disse Maria: Aqui está a serva do Senhor;

que se cumpra em mim conforme a tua palavra.

E o anjo se ausentou dela.”

(Lucas 1:38)

 

É notável a participação de Maria, no plano da nossa Salvação. Deus a escolheu para gerar o seu filho JESUS CRISTO e a instruiu acerca de como cuidar dele. Esta mulher teve uma atitude muito importante na história e cumpriu com sua missão de gerar e cuidar do Filho Único de Deus.

 

Normalmente alimentamos o anseio de promover mudanças em nossas vidas. Muitos de nós fazemos promessas, votos ou compromissos com o Senhor. Não importa o termo adotado. É fato que a maioria das pessoas sempre pretende iniciar novos ciclos, mudando ou buscando tomar novas atitudes em sua vida e pedindo a Deus que as ajude a realizar seus planos e projetos.

 

Não estão errados os que procedem dessa maneira. Mas é importante lembrar que deveríamos primordialmente avaliar o quanto fomos úteis a Deus ao longo de nossas vidas e o quanto deixamos ser usados por Deus. Encontrar e identificar nossas falhas e nossos erros e nos prontificarmos a corrigi-los, buscando uma vida de maior comunhão com o Pai.

 

Nesse contexto, cabe-nos perguntar e responder á própria consciência:

 

1) O que eu realmente fiz pelo Reino de Deus até aqui?

 

2) Quantas pessoas eu evangelizei para Cristo?

 

3) Quantos foram batizados e fizeram sua profissão de fé sendo fruto do meu trabalho?

 

4) Tenho ofertado e dizimado com todo o meu coração ou por barganha e expectativa de benção material decorrente?

 

5) Tenho participado ativamente das atividades da igreja e colaborado devidamente ou fui um(a) “mero(a) espectador(a)”?

 

6) Em meu trabalho, escola e família eu faço a diferença como pessoa cristã, sendo luz e sal?

 

7) Em minhas atuações no mundo virtual pelas redes sociais eu tenho espalhado conteúdos edificantes e dado testemunho de minha fé em Cristo?

 

8) Os talentos e dons que Deus me deu estão sendo convergidos para a glória dos céus ou para a exaltação de meu ego?

 

9) Eu tenho amado as pessoas na mesma proporção em que desejo que elas me amem?

 

10) Se Cristo voltasse hoje e agora para arrebatar a Sua Igreja, eu estaria em condições de subir?

 

Assim deveria ser nossa auto avaliação todos os dias. Nunca avaliar meramente as realizações e bençãos de Deus para a nossa vida, mas sim o quanto fomos realmente úteis para Deus!

 

Reflita profundamente e disponha-se em seu coração a ter um compromisso mais sério com Deus e com o seu Reino. Coloque-se a disposição de Deus. Tenha humildade em responder SIM ao seu chamado!

 

Tem sido chamado a evangelizar? EVANGELIZE e ganhe almas!

 

Tem sido chamado a pregar? PREGUE a sã doutrina bíblica e jamais “revelações” e “novidades”!

 

Tem sido chamado a trabalhar em missões? TORNE-SE UM MISSIONÁRIO e leve Cristo além de suas fronteiras!

 

Tem sido chamado a louvar a Deus com sua voz? CANTE para Deus e não para o seu bolso!

 

Tem sido chamado a se tornar um obreiro de Deus? Um pastor? Um evangelista? EMPENHE-SE E REALIZE nunca por sórdida ganância, mas por amor a Cristo e às vidas que precisam ser alcançadas! 

 

Assuma o seu compromisso com o Reino de Deus! Faça a sua parte!

 

Esse compromisso é claramente detalhado pelo apóstolo Paulo “Que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Salvador Jesus Cristo” (Tito 2.12-13).

 

Baseia-se na proximidade do retorno do Salvador “Já a vinda do Senhor está próxima” (Tiago 5.8).

 

Firma-se na certeza de que a promessa de sua volta é verdadeira “O que há de vir, virá, e não tardará” (Hebreus 10.37).

 

Requer sinceridade de fé por parte daqueles que o aguardam “Qualquer que nEle tem esta esperança purifica-se a sim mesmo, como também Ele é puro” (I João 3.3).

 

E isto com fervor, compromisso e diligência, para que “não sejamos confundidos (envergonhados) por Ele na Sua vinda” (I João 2.28).

 

Lembre-se, JESUS está voltando e Ele irá nos cobrar o que fizemos com nossos talentos. Não enterre seus talentos ou seus dons. Use-os a serviço do Reino de Deus e para o louvor de Cristo Jesus.

 

Tenha a humildade e a mesma coragem de Maria em dizer ao Senhor: “Eis aqui seu (sua) servo(a). Faça-se em mim ó Pai, segundo a tua santa vontade.”

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!