VOCÊ PERTENCE A UMA IGREJA CRISTÃ OU ESTÁ SENDO ENGANADO POR UMA SEITA HERÉTICA?

29/03/2015 12:21

 

 

Há tempos devo aos meus leitores uma matéria específica sobre este tema. Isso porque são muitas as mensagens que recebo de irmãos que se acham confusos diante das enxurradas de doutrinas estranhas e da reivindicação de visões e revelações que vêm substituindo a autoridade bíblica em muitas igrejas. Em geral essas pessoas perguntam: “Será que estou numa igreja cristã ou venho sendo enganado por uma seita herética?”. Com o fim de ajudar esses irmãos, assim como todos aqueles que se encontram em igual situação, que trazemos a público a presente explanação.

 

Todas as pessoas têm o direito de professar a religião de sua escolha. A tolerância religiosa deve ser aceita por todos. Porém dar a cada pessoa o direito de escolher a própria religião não significa que todas sejam corretas aos olhos de Deus. Por exemplo: nos dias de Jesus havia vários grupos religiosos: os saduceus (At.5.17) e os fariseus (At.15.5). Ambos tinham posições religiosas distintas (At.23.8). Mesmo assim, Jesus não poupou palavras duras a esses grupos religiosos, chamando-os de hipócritas, filhos do inferno, serpentes, raça de víboras (Mt.23.13,15,33). Assim, deixou claro que não aceitou a ideia de que todos os caminhos levam a Deus. Há apenas dois caminhos segundo ensinou Jesus: o estreito, que conduz à vida, e o largo e espaçoso, que conduz à destruição (ver Mt.7.13,14; Pv.14.12; Lc.6.39; Jo.14.6).

 

Uma seita é identificada, em geral, por aquilo que ela ensina (Mt.7.15-20). O que ela ensina sobre a Bíblia Sagrada? A pessoa de Deus? A queda do homem? O pecado, a pessoa e a obra de Cristo? A salvação? O futuro? As respostas destas perguntas determinarão a sua identidade. Se o que uma crença ensina sobre estes assuntos não entrar em harmonia com a Palavra de Deus, podemos está certos que estamos diante de uma seita herética!

 

Em toda seita as mentiras são temperadas com um pouco de verdade.(I Co.5.6). No entanto nenhuma mentira vem da verdade (I Jo.2.21). Vejamos as características mais comuns das seitas:

 

1. Exclusivismo “organizacional” – Só convivem com os que pertencem ao grupo. Não aceitam as demais organizações cristãs. (veja Dt.10.17; 1Ts.5.21; 1Jo.4.1). O exclusivismo aceitável limita-se a ser apenas acerca de Jesus e bíblico. Jamais organizacional (veja Jo.14.6; 1Tm.2.5; Pv.30.5,6; 1Co.4.6). Solus Christus, Sola Scriptura.

 

Algumas igrejas não permitem que seus membros participem de cultos ou leiam qualquer literatura que não sejam de caráter interno. Jamais convidam pregadores de outras denominações, não pregam em outras igrejas. Reprovam relacionamentos afetivos e casamentos entre seus congregados e membros de outras igrejas. Rebatizam irmãos oriundos de outras denominações evangélicas e chegam até mesmo ao absurdo de alegarem para si o título de única e remanescente igreja de Jesus na Terra. Essa é uma forte característica que identifica uma seita herética.

 

2. Detentores da verdade – Somente eles detêm a verdade. Só eles estão certos. Todas as outras igrejas apostataram da fé (veja Tg.3.13-17; 1Co.13.12; Jo.17.17; Rm.3.4; 2Pe.1.20). Ensinam abertamente que todas as religiões cristãs apostataram da fé.

 

3. Líderes com sentimento messiânico – As seitas possuem um líder que é idolatrado e tratado como um tipo de “Messias”, usurpando o lugar de Cristo (veja Mt.24.24; 1Co.3.11; Jd.1.4). Tratam com um endeusamento sem limite a figura do líder, que normalmente são atribuídas supostas autoridades proféticas e apostólicas. Mesmo que o discurso aparente humildade, quando o pronunciamento destes líderes é encarado como decreto apostólico ou verdade profética, eis que se tem um sinal inequívoco de uma odiosa heresia.

 

4. Proferem profecias escatológicas – Não se conformam com o que diz a Bíblia. Estão sempre criando novas profecias especulando acerca do “o fim do mundo”, “a volta de Jesus Cristo”, “nova era”. Em geral são protagonistas de mensagens alarmistas, que por meio do terrorismo e medo, aprisionam seus seguidores a um sistema de mentiras doutrinárias.

.

5. Adicionam algo a Bíblia – Sua fonte de autoridade não leva em consideração somente a Bíblia. Possuem sempre outras fontes de autoridade. Paralelas ou até mesmo acima da Bíblia.(veja Dt.4.2; Pv.30.5,6; 1Co.4.6; Gl.1.8).

 

Sua adição bíblica nem sempre é descarada e por vezes finge-se de interpretação bíblica. Em geral nutrem forte apego por passagens do velho testamento que são descontextualizadas e adaptadas aos seus interesses heréticos. Através dessas aparentes “bases bíblicas” disseminam mentiras grosseiras que são cridas por muitos.

 

6. Subtraem algo da pessoa de Jesus – Diminuem ou a autoridade, ou a santidade, ou a divindade, ou a encarnação, ou a sacrifício, ou a morte, ou a ressurreição de Jesus Cristo. A Cristologia é a doutrina bíblia mais atacada pelas heresias. (veja Jo.1.1,14; Cl.1.16-20; Lc.19.10; Fl.2.5-11; 1Tm.3.16; 1Co.15.3-7; Hb.4.14,15; At.1.9). Alguns negam a divindade de Jesus abertamente, outros o fazem de forma velada, enfraquecendo Sua Cruz e impondo rituais, correntes e sacrifícios em troca de supostas libertações, curas e prosperidades.

 

7. Multiplicam por obras aquilo que Deus determinou para a salvação – Pregam que crer em Jesus não é o suficiente para a salvação, torna-se necessária à realização de várias obras humanas para alcança-la. Impondo fardos pesados sobre as pessoas, escravizando-as. São adeptos da salvação pelas obras. (veja Is.43.11; At.4.12; Ef.2.8,9; Rm.3.28). Muitos pregam a guarda do sábado como meio de salvação. Outros exigem o pertencimento à sua denominação. Há também os que obrigam a participação em Encontros ou adesão a Visões e Modelos, como forma de “evolução” para um nível além da “fé inferior e ultrapassada.” Costumam ser entusiastas desta proposta e agressivos com os seus discordantes.

 

8. Dividem o mérito da salvação – Ensinam que só a denominação na qual pertencem pode conduzir as pessoas à salvação. Não existe salvação fora de sua igreja (veja At.5.29; Mt.20.25-27; Jo.14.6; Ef.4.15).Em geral articulam um sistema ostensivo de práticas, rituais, atos proféticos, treinamentos ou experiências emocionais e/ou espirituais, sem as quais supostamente não seria possível exercer uma fé plena. Dessa maneira o cristão não enxerga nenhuma forma de salvação fora destas instituições.

 

9. Culto racional substituído por confusão emocional – Alguns segmentos adotam o barulho em lugar da serenidade. Isso não ocorre por acaso. Quando sentamos de forma racional e analisamos um texto bíblico, estamos menos expostos ao risco do engano. Aos gritos, pulos e excessos histéricos não detemos meios mentais de percepção do erro e somos arrastados pela mentira. Deus não é de confusão e o culto cristão verdadeiro é sereno e racional. (Rm 12:1-2).

 

Avalie com sinceridade e imparcialidade cada um destes itens. Se você pertence a uma instituição religiosa que manifesta uma ou mais dentre essas características, meu conselho é para que você se retire e busque um ambiente bíblico e saudável para adorar e servir a Deus.

 

Vivemos dias de pesado bombardeio herético no meio cristão. Há muitos oportunistas mercadejando o evangelho. Há um número ainda maior de impostores mal intencionados, servindo a satanás a partir dos púlpitos cristãos, pregando mentiras, trazendo hábitos mundanos para dentro das igrejas e relativizando a verdade bíblica para que se amolde aos prazeres humanos. Há muitos pastores, todavia, liderando igrejas de diferentes denominações cristãs, que são sérios, trabalhadores e comprometidos com o genuíno evangelho de Cristo, o qual é simples e radicalmente bíblico.

 

Rejeitemos, pois o conformismo diante do erro e da mentira. Rejeitemos outra heresia igualmente perigosa, que é o desigrejamento, pois a presença da mentira não invalida a existência da verdade e busquemos em Deus sabedoria do alto para que nossas escolhas e nossos caminhos sejam aceitáveis e compatíveis com a fé em nosso Salvador Jesus!  

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!